Home > A Obra > Discursos/Pronunciamentos

Discursos/Pronunciamentos


Oração do Dr. José Mendonça, "Advogado de N. Senhora" no Carmelo do Coração Eucarístico De Jesus, na Bênção e levantamento da Imagem de Nossa Senhora do Carmo, na frente do Carmelo - 01 de maio de 1956.

"Santa Mãe de Deus, nossa Mãe, Mãe Santíssima, Mãe Puríssima, Rainha do Céu e da Terra!
Saúde dos Enfermos, Refúgio dos Pecadores, Consoladora dos Aflitos, Rainha da Paz!
Quando enviastes para Uberaba este vosso Carmelo do Coração Eucarístico de Jesus, fizestes baixar sobre nossa terra uma bênção de valor infinito. Vós passastes a nos amparar, a nos defender e a nos proteger de um modo todo especial.
Quem conhece e acompanha a vida de Uberaba, pode afirmar que a instalação do Carmelo, nesta cidade, assinala uma fase de transformação.
Imediatamente, tudo mudou para melhor.
Assentou-se, desde logo, um extraordinário progresso espiritual, moral e material de nosso povo e de nossa terra, uma clara, manifesta evolução dos nossos hábitos, dos nosso costumes, da nossa vida.
Amainaram-se e quase desapareceram velhas discórdias; a mocidade, antes arredia da Igreja, já se volta fervorosamente para Cristo, não hesita em proclamar a sua fé, e, por isso, vive mais feliz, mais sadia, mais idealista, mais vibrante de nobres entusiasmos; as famílias e as classes sociais melhor se unem e se compreendem, e mais sinceramente se confraternizam; e o povo entrega-se mais alegre, mais confiante, mais vigoroso aos labores fecundos do trabalho, que nos proporciona este surto magnífico de prosperidade, de aprimoramento de nossa cultura e de nossa civilização.
São as vossas graças, Senhora, obtidas pelas preces e pelos sacrifícios de vossas diletíssimas filhas, as Revmas. Irmãs Carmelitas deste nosso caríssimo Carmelo.
Por isso, estamos aqui, para confessar-vos a nossa gratidão e para dizer-vos que nós vos amamos, de todo o nosso coração, com toda a nossa ternura, e que nos desejamos consagrar inteiramente a vós.
Vós sois, Senhora, o sol de todos os caminhos e o clarim da verdadeira liberdade.
Todos os homens, de todas as raças, em todos os continentes volvem para vós os seus olhos súplices, em vós depositam todas as suas esperanças e murmuram, comovidamente: 'Ave Maria!' 'Salve, Regina!'
Porque as vossas bênçãos envolvem a terra inteira, unem todas as nações, aproximam todas as pátrias e todas as raças, juntam todas as mãos e mostram aos homens que só de Deus vem a luz, o amor, a redenção.
Nesta hora atormentada do mundo, só Cristo nos poderá salvar.
E Ele nos salvará, sim, Senhora, pela vossa intercessão, ó Mãe Terníssima, ó Mãe Santíssima, ó Mãe Amorosíssima, pelo amor que vós dedicais àqueles que, no Calvário, Ele vos entregou.
Vós sois, o conforto, o consolo, a esperança de todos os que sofrem; a pureza de todas as crianças e de todos os jovens, a alegria, a confiança e o entusiasmo de todos os que trabalham; a canção, o devotamento e a coragem de todas as mães; a doçura do sorriso e da conformidade de todos os que se sacrificam; a fé que inspira os justos e os bons; o Céu que se esfaz em rosas sobre a terra!
Senhora, tomai em vossas mãos santíssimas a humanidade inteira, a nossa pátria, a nossa cidade, a nossa gente, as nossas vidas, as nossas inteligências, os nossos corações, as nossas almas e levai-nos para Cristo.
Fazei com que em todos os nossos pensamentos, em todos os nossos atos, em todos os nossos trabalhos, em todos os nossos propósitos, em todas as nossas jornadas, sintamos a presença de Deus, a presença de Cristo, a presença do Santo Espírito do Senhor e a vossa presença.
Continuai, Senhora, atendendo sempre, solícita e amorosamente, às orações das vossas devotadas filhas deste vosso santo Carmelo, continuai a iluminar-nos, a guiar-nos, a defender-nos, a abençoar-nos.
Nestes dias, quando a nossa cidade de Uberaba comemora o seu centenário, permiti que, daqui deste Carmelo, onde estais como Nossa Mãe, nosso Refúgio, nossa Consoladora, nosso Auxilio, nossa Advogada, nossa Coragem, nossa Esperança, permiti que nós nos consagremos, que nós nos entreguemos totalmente a Vós, repetindo, com todo o nosso fervor, as palavras de 'Sub tuum praesidium': - 'Sob vossa proteção nos refugiamos, ó Santa Mães de Deus! Não desprezeis as nossas súplicas, mas, livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita!'."

Voltar


© Copyright 2004/2009 - José Mendonça. Todos os direitos reservados.